Capela/Ermida do Senhor dos Aflitos

Classifique este item
(0 votos)

Arquitectura religiosa, neoclássica.

A ermida ergue-se no importante trajecto que segue ao longo do Vale do Vez e que determinou a construção de um conjunto de pontes de origem medieval e moderna, como seja a ponte de Cabreiro, eregida no séc. 15. Sendo mesmo caminho de transumância, que ligava o vale do Minho, galego e português, às pastagens de Inverno do litoral minhoto, terá dado origem a uma rede de ermidas e capelas de ca
minho. É crível que esta ermida de fábrica contemporânea tenha sido erguida em implantação de mais antigo edifício. Sublinhe-se ainda que uma ponte granítica, a terceira em lugar de Sistelo, vencia o Rio do Outeiro, afluente do Vez, em caminho que conduzia directamente do núcleo da Igreja Paroquial à Ermida de Nossa Senhora dos Aflitos.

Ermida neoclássica de planta longitudinal, composta por nave única rectangular e capela-mor quadrangular levemente reentrante, cobertas com tectos de madeira, frontispício em frontão triangular e portal em arco abatido.

No INTERIOR, paredes rebocadas a branco, lambril em granito, pavimento cimentado e tecto em madeira, de perfil curvo, formando caixotões, pintados com motivos vegetalistas. Na capela-mor o retábulo em talha pintada a branco, ouro e motivos marmoreados a rosa, ostenta tábua pintada central com paisagem de tom romântico.

Texto e fotografias retirados de: www.monumentos.pt

 

 

Mais nesta categoria: