Fontanário

Classifique este item
(0 votos)
Fontanário Abel Queiroz

Chafariz em cantaria

Com pilar central, monolítico, de secção quadrangular, sobre plinto prismático, decorado, em todas as faces, por motivos cónicos e em ponta de diamante, inscritos em almofadas côncavas quadrangulares, terminado e cornija saliente, sobrepujada por urna estriada; o pilar apresenta no terço inferior, em faces opostas, duas torneiras em ferro forjado e, nas faces laterais, duas cartelas, recortadas com inscrição delida.

Está inserido em tanque octogonal, composto por grandes lajes, exteriormente decoradas por almofadas rectangulares, com rebordo saliente, apresentando pequeno tubo vazando o parapeito, para escoamento das águas, sobre pia quadrangular, monolítica. Entre o rebordo do tanque e o pilar dispõem-se duas réguas metálicas para suporte do vasilhame.

Séc. 19, segunda metade - construção do fontanário por acção do benemérito Manuel A. Gonçalves Roque, 1º Visconde de Sistelo, Comendador da Ordem de Cristo, Comendador da Ordem da Rosa, do Brasil e da de São Silvestre, da Santa Sé, natural desta freguesia, após o seu regresso do Brasil.

 

Mais nesta categoria: